(21) 3415-9400      redetrauma@redetrauma.com.br    |   

Compreendendo a coluna vertebral

A coluna vertebral é fundamental para a estrutura corporal. É ela que funciona como suporte para o tronco e a cabeça, permitindo movimento, flexibilidade e proteção da medula espinhal e das raízes nervosas. É uma espécie de eixo de sustentação formado por 26 ossos e 24 vértebras separadas por discos intervertebrais (cartilagem) no corpo adulto. 

A estrutura das vértebras

Os discos intervertebrais são envolvidos por uma casca externa feita de fibrocartilagem resistente que liga as vértebras e é suficientemente flexível para os movimentos - é o anel fibroso. O centro desses discos é composto por uma estrutura macia, o núcleo pulposo, que atua como um amortecedor para suportar o peso e evitar que as vértebras se choquem entre si.

O deslocamento entre as vértebras é bem pequeno, mas o suficiente para permitir movimentos importantes, como os de inclinação, flexão e rotação - obedecendo as curvaturas da coluna. Explica-se: nossa coluna tem cerca de dois quintos da altura do corpo e é sustentada por ligamentos, costelas e músculos resistentes. Mas como não é exatamente retilínea, apresenta quatro curvaturas: curvatura cervical, curvatura torácica, curvatura lombar e curvatura sacrococcígea. Vamos saber mais sobre cada uma delas.

As curvaturas da coluna

Cervical: São as 7 vértebras no pescoço, apresentam-se como as mais finas, delicadas e flexíveis da coluna vertebral. Flexionam e suportam o peso do crânio. 

Torácica: São as 12 vértebras do tórax e se apresentam como maiores e mais fortes que as cervicais, porém bem menos flexíveis. As vértebras torácicas se conectam com os pares de costelas, formando uma robusta caixa que protege os órgãos do tórax.

Lombar: São as 5 vértebras na parte inferior das costas, caracterizando-se como maiores, mais fortes e flexíveis que as torácicas. As vértebras lombares suportam todo o peso do corpo superior, proporcionando movimento entre a parte torácica e a pelve - o que também pode levar a muitos problemas de coluna nesta região, apesar do tamanho e da força. 

Sacrococcígea: Formado apenas pelo sacro e pelo cóccix, é um único osso no esqueleto adulto que consiste na fusão entre 5 e 4 vértebras, respectivamente, que se fundiram durante a adolescência. O sacro é plano, triangular e se localiza na altura do quadril, unindo a coluna à cintura pélvica. O cóccix também faz parte dessa estrutura, carregando todo o peso do corpo sentado e garantindo o suporte do assoalho pélvico.

Há muitas lesões e condições associadas à coluna vertebral, como hérnias de disco; escoliose, cifose e deformidades; estenose espinal, ciática e radiculopatia; doença degenerativa do disco; fraturas e traumatismos, etc. Nestes casos, o paciente deve procurar um ortopedista especialista em coluna vertebral, pois são problemas que comprometem a mobilidade do corpo e a qualidade de vida.

Fonte: Medical Site 

08 de Agosto de 2019